O Café Politik surgiu do acirramento político ocorrido no Brasil em meados dos anos 10 do século XXI.

A eterna sina do país do futuro, que dá um passo pra frente, dois pro lado e um pra trás, nos motivou a criar um espaço para discussões políticas e econômicas sem o viés editorial imposto pelas grandes publicações.

Nossos redatores possuem backgrounds ideológicos distintos e estão totalmente livres para expor suas idéias, experiências e projeções astrais para o futuro da nação e do mundo.

Não temos a pretensão de convencer o leitor, mas de enriquecer o debate. 

Seja bem vindo e, como tudo na vida, aprecie com moderação!

Pobreza global em queda acentuada

tmp459730695007240194.jpg

A tônica do noticiário nacional e internacional é, quase sempre, negativa. Jornais, rádios, revistas e televisão se dedicam de forma bastante diligente à apresentação de informações que nos levam a crer que a humanidade nunca esteve tão perto do precipício. Dentre outras mazelas, guerras, conflitos sociais, catástrofes naturais, mudanças climáticas e crises migratórios deixam pouco espaço para que desenvolvimentos positivos sejam veiculados às massas. 

Um dos objetivos do Cafe Politik é justamente divulgar dados e números que usualmente não são apresentados pelos canais da mídia tradicional. Um destes elementos é a dramática redução da pobreza global ocorrida nos últimos séculos, algo que parece não estar suficientemente disperso em nossa sociedade. 

Conforme apresentado pelo site OurWorldInData.org, em 1820, dos 1,1 bilhão de habitantes de nosso planeta, 84%, ou mais de 1 bilhão, vivia na pobreza extrema. Nos anos seguintes, a evolução foi tímida. Apenas a partir de 1970 a redução da miséria global passou a se acelerar dramaticamente. Nos últimos 25 anos, 137.000 pessoas deixaram a pobreza absoluta diariamente.

Países como a China, que em 1981 tinha centenas de milhões de habitantes em condição de miséria, atualmente tem apenas 10% de sua população vivendo com menos de US$ 1,90 por dia.  Este impressionante desenvolvimento somente foi possível com a inovação tecnológica e com a abertura comercial observadas com maior intensidade a partir de 1980. Os dados desta evolução deveriam ser de conhecimento público, mas infelizmente não são. Não obstante, a humanidade progride!

Quem ganha e quem perde se Lula for condenado

Trump declara aberta uma nova corrida espacial