O Café Politik surgiu do acirramento político ocorrido no Brasil em meados dos anos 10 do século XXI.

A eterna sina do país do futuro, que dá um passo pra frente, dois pro lado e um pra trás, nos motivou a criar um espaço para discussões políticas e econômicas sem o viés editorial imposto pelas grandes publicações.

Nossos redatores possuem backgrounds ideológicos distintos e estão totalmente livres para expor suas idéias, experiências e projeções astrais para o futuro da nação e do mundo.

Não temos a pretensão de convencer o leitor, mas de enriquecer o debate. 

Seja bem vindo e, como tudo na vida, aprecie com moderação!

Capitalismo 2

O Eike Batista, que já foi exemplo de empresário brasileiro, é um ladrão e hoje está sendo caçado pela Lava Jato.

O vice presidente mundial da Samsung, na Korea, foi preso semana passada porquê  tambem é ladrão.  

O HSBC, em Londres, pagou acordo de 90 bilhões de dólares para arquivar investigações de lavagem de dinheiro (para pagar este valor de acordo, imaginem o quanto não era o valor que poderia ser descoberto).

A Siemens, empresa suíça, admitiu ter dado propina nas obras do Metro de São Paulo. 

A Nestlé admitiu que as empresas que colhem cacau para seus chocolates usam trabalho infantil.

A Zara, Riachuelo, Apple, Nike admitiram que as empresas que fornecem suas peças podem utilizar trabalho semi escravo.

A Odebrecht nem se fala.

Se abrir a Caixa de Pandora do BNDES não sobra nem a gente do Café Politik.

Lembrando que TODO dinheiro que vai para paraísos fiscais vai através de operações bancárias. Ou seja, via Itaú, Santander, Citybank etc.

Mas ainda acho que o maior esquema de corrupção do mundo é a indústria bélica estadunidense. O que deve ter de "esquema" atrás desta indústria deve ser algo inimaginável. 

Eu tô dando exemplos do nosso tempo (isso para não falar na podridão dos Rockefeller ou nos industriais ingleses que colocavam crianças em jornadas de trabalho de 16 horas no século XIX e começo do século XX).

Selvageria em busca de lucro.

Custe o que custar, o lucro é o que vale.

Eu duvido existir uma grande empresa que tenha crescido sem absolutamente nenhum acordo meio obscuro. Sem nenhuma negociata para destruir concorrentes. Sem se valer de explorar ao máximo recursos naturais e/ou de mão de obra. 

Sem colocar a busca pelo lucro acima de qualquer outra coisa.

Vocês já ouviram falar que as empresas sempre querem "mais com menos". Ao longo do tempo isso vai resultar em "tudo com nada" e aí já era.

Isso é o capitalismo.

Enfim, mesmo com suas descobertas e a inovações, o capitalismo é destrutivo, corrupto e explorador.

Eu não acho que o comunismo seja a saída para nossos problemas, mas o capitalismo também não é.

Eike Batista e o capitalismo de araque

Estamos precisando de um pouco de cor